~             Musicantiga.com.sapo.pt     ~

Francisco António de Almeida (1702-1755).

Francisco António de Almeida foi decerto, a par de Carlos Seixas, o maior compositor da primeira metade do séc. XVIII. Estudou como bolseiro de D.João V em Roma, e aí estreou as suas primeiras oratórias, entre as quais "La Giuditta", a sua última oratória romana. Enquanto Carlos Seixas é o paradigma do compositor luso, de um colorido único e insuperável, Almeida representa sem dúvida "o estrangeirado": a sua música é puramente italiana, e a instrumentação e construção tanto nos fazem lembrar Häendel como Pergolese, quer na grandeza, quer na elegância e maestria nos campos melódico, harmónico e contrapontistico.

 

Gravações recomendadas:

"La Giuditta": Lootens, Hill, Congiu, Köhler, Concerto Köln, Jacobs, Harmonia Mundi.

 

 

Voltar atrás.